Quando e como deve ser feita a limpeza do bico injetor do carro?

O bico injetor é um dispositivo de alta precisão responsável por injetar o combustível disponível no tanque do veículo na câmara de combustão do motor. É acionado quando o módulo da injeção eletrônica envia um sinal elétrico para o sistema que empurra o êmbolo (ou núcleo) para cima, deslocando uma válvula que, por sua vez, libera a passagem do álcool ou gasolina sob pressão.


O motor de um automóvel precisa receber a quantidade certa de combustível para que a combustão gerada garanta um bom desempenho, economia e menor emissão de gases poluentes. Para isso, a mistura do combustível com o ar deve ser a mais homogênea possível e, justamente por isso, o combustível injetado deve ser pulverizado por esses dispositivos.

O problema, entretanto, é que o bico injetor é um componente muito pequeno e qualquer partícula minúscula é capaz de obstruí-lo, comprometendo a sua precisão, o que pode acabar em perda de potência, falhas na aceleração e aumento do consumo de combustível.

Quer saber como evitar esse tipo de problema? É só continuar lendo o artigo!

Quando devo limpar o bico injetor?

Existe uma discussão entre especialistas quanto à necessidade ou não de limpar o bico injetor. A rigor, os bicos injetores não precisam e nem devem ser limpos com frequência, embora sejam fundamentais para o funcionamento do carro.

Em teoria, esse tipo de componente é considerado uma peça autolimpante. O problema, porém, é que não há como assegurar com total precisão a qualidade do combustível utilizado, nem a higienização das bombas e pistolas usadas nos postos de abastecimento. Por isso, eventualmente, alguma sujeira pode acabar se acumulando no bico injetor ao longo do tempo.

O que devemos ressaltar aqui é que não existe um calendário específico para esse tipo de manutenção e a limpeza só deve ser providenciada após comprovada a necessidade por um mecânico de sua confiança.

Quais os principais indícios do problema?

De acordo com as orientações do consultor técnico do Grupo Fiat-Chrysler Automobiles (FCA), Ricardo Dilser, o proprietário do veículo só deve procurar ajuda mecânica caso percebidos os seguintes sinais:

  • marcha lenta irregular;

  • perda de potência (principalmente em arrancadas);

  • falhas (ou imprecisão) na aceleração;

  • aumento aparente no consumo de combustível;

  • alerta no painel (luz da injeção acesa).

Entregue à oficina, testes precisam ser realizados no veículo para atestar o mau funcionamento dos bicos e identificar a raiz do problema. Na maior parte das vezes, o quadro se dá pelo uso frequente de combustível de má qualidade, mas outros problemas, como o alto consumo de óleo, por exemplo, também podem estar relacionados.

Como é feita a limpeza do bico injetor?

Os bicos injetores podem ser limpos com produtos específicos ou por meio de máquinas exclusivas para esse tipo de serviço. Na limpeza por ultrassom, um aparelho emite vibrações em alta frequência que fazem com que as partículas presas às válvulas se soltem e desobstruam os bicos.

Outro teste comum é o do leque (ou teste de jato), que permite verificar a qualidade da pulverização do combustível. Quando existe alguma obstrução nas válvulas, a formação do padrão em leque é afetada, o que pode indicar o problema. No entanto, é bom ressaltar que cada tipo de válvula gera um padrão único de leque, portanto, o resultado dependerá do olhar do mecânico.

Outros testes também podem ser providenciados, como o da equalização, que mede a velocidade de abertura e fechamento da válvula de acordo com a rotação do motor, e o teste de estanqueidade, que pode identificar vazamentos no bico injetor.

Como aumentar a durabilidade do bico injetor?

A manutenção preventiva é a melhor forma de aumentar a durabilidade e manter a qualidade do carro, além de reduzir significativamente os custos com reparos importantes.

Tratando-se, especificamente, do bico injetor, os cuidados necessários são básicos. Abasteça apenas em postos de combustíveis confiáveis com qualidade assegurada pelos órgãos controladores e opte pelo álcool ou pela gasolina aditivada, uma vez que apresentam aditivos que removem os resíduos do sistema de injeção. E por fim, mas não menos importante, sempre troque o filtro de combustível dentro do prazo estipulado no manual do proprietário.

Gostou deste conteúdo? Então, continue no blog e confira agora quais são os carros com o menor custo de manutenção!

Notícias recentes
Confira 4 vantagens de ter um carro com teto solar
Confira 4 vantagens de ter um carro com teto solar Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome e Sobrenome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido