Conheça 3 tipos de financiamento de veículos


Ao planejar a compra de um carro novo, nos deparamos com vários tipos de financiamento de veículos e, naturalmente, começamos a avaliar qual das opções é a mais vantajosa para nossas preferências, necessidades e, claro, para o nosso bolso.


A boa notícia é que existem opções para todos os perfis de consumidor, incluindo planos especiais que começam a ganhar mais popularidades no mercado, como o Leasing. Ainda assim, o Crédito Direto ao Consumidor (CDC) e o consórcio continuam sendo as modalidades de financiamento mais contratadas, mas é fundamental avaliar as características de cada uma delas para não se arrepender depois.

Neste artigo discutimos os principais tipos de financiamento de veículos e destacamos orientações importantes para quem deseja contratá-los. Confira!

Leasing (Financiamento Balão)

Começamento pela modalidade de pagamento menos usual, temos o Leasing como uma alternativa ao financiamento comum realizado via CDC (Crédito Direto ao Consumidor). O grande diferencial dessa modalidade, que também é conhecida como Financiamento Balão, é que ela prevê um contrato de arrendamento mercantil, isto é, o contratante retira o veículo sob uma espécie de aluguel.

Em termos práticos, o que ocorre é que, ao longo do financiamento, a propriedade do carro é do banco ou da empresa fornecedora do serviço que, por sua vez, “aluga” o veículo para o contrante durante esse período. No pagamento mensal, portanto, são inclusas as parcelas para a aquisição do carro (chamadas de Valor Residual Garantido) e do contrato de arrendamento (ou aluguel).

O financiamento requer uma entrada generosa (a partir de 30% do valor total), e o processo tem uma duração média de 2 a 3 anos. Após o pagamento de todas as parcelas, geralmente são oferecidas quatro opções ao consumidor:

  • quitar o valor restante (baseando-se no valor estipulado na tabela FIPE no ano da contratação): o processo se encerra e a propriedade do veículo é transferida para o cliente;
  • devolver o veículo: não finalizar a compra e devolver o veículo para a concessionária (recompra), sendo restituído em até 80% da tabela FIPE e de acordo com as condições de rodagem, revisão e conservação;
  • contratar um novo financiamento para quitar o valor total: refinanciar o valor residual;
  • iniciar um novo Leasing: devolver o veículo e usar o valor restituído como entrada no financiamento de um modelo novo.

O Leasing é disponibilizado por muitas montadoras como uma espécie de programa de fidelidade, uma vez que o serviço facilita a aquisição de novos modelos periodicamente. É, portanto, uma opção interessante para os clientes fiéis de uma marca e cuja troca de carro é frequente.

Um ótimo exemplo é o Plano Evolution disponibilizado pelo Banco Honda. Nele, o contratante oferece uma entrada — a partir de 30% do valor do veículo —, divide a maior parte do valor restante em até 36 parcelas e, ao fim, tem a opção de quitar ou não a parcela residual (que fica em torno de 10 a 40% do valor do automóvel), de acordo com as opções citadas.

Quais são as principais vantagens do Leasing?

Os benefícios mais interessantes do Leasing são:

  • isenção de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras): o imposto cobrado em contrato nesse tipo de financiamento é o ISS (Imposto Sobre Serviços);
  • rápida aprovação de crédito: como a propriedade do veículo é do banco ou da empresa arrendadora, a aprovação do crédito é mais ágil.

Quais são as principais desvantagens do Leasing?

O Leasing apresenta algumas condições que merecem ser consideradas, como:

  • em caso de rescisão ou não cumprimento dos termos previstos em contrato, multas podem ser aplicadas;
  • como o veículo fica no nome do arrendador, o consumidor perde o direito de vendê-lo antes de concluir o financiamento e adquiri-lo.

Quais cuidados devem ser tomados ao contratar o Leasing?

Quem pretende contratar um financiamento nessa modalidade precisa se atentar a alguns cuidados, como:

  • quilometragem: as concessionárias estipulam uma quilometragem máxima para cada ano que, quando ultrapassada, pode interferir nos valores e condições do contrato;
  • revisões: o veículo não pode perder nenhuma revisão periódica, sob o risco de infringir o contrato;
  • condições gerais: riscos, amassados e falhas mecânicas relevantes também podem implicar em renegociações.

Crédito Direto ao Consumidor (CDC)

O CDC é o principal tipo de financiamento de veículos do país, e existem muitas razões para isso. Os contratos geralmente são mais simples e flexíveis, e o consumidor leva o carro em seu nome, ainda que tenha que arcar com taxas e impostos.

As diferenças entre o Leasing, porém, já começam nas parcelas, que geralmente são maiores. No entanto, há planos de financiamento de até 72 meses com mensalidades mais enxutas. Os juros variam significativamente de acordo com a instituição, o período e valor total financiado, mas acabam sendo “tolerados” por muitos consumidores que visam uma aquisição prática no curto prazo.

Como seu próprio nome esclarece, o Crédito Direto ao Consumidor, nada mais é do que um empréstimo fornecido pelo banco com todas as exigências e custos previstos em um contrato dessa natureza. O consumidor geralmente dá uma entrada de valor flexível e divide o valor restante em parcelas fixas ou decrescentes.

Quais são as principais vantagens do CDC?

Quem opta pelo CDC desfruta dos seguintes benefícios:

  • veículo é retirado rapidamente e em nome do consumidor;
  • os contratos são flexíveis e as taxas e parcelas podem ser até reduzidas caso seja constatado que o cliente é um bom pagador.

Quais são as principais desvantagens do CDC?

As principais desvantagens do CDC são:

  • cobrança de juros, IOF e demais taxas de operação;
  • de acordo com o valor da entrada e do número de parcelas, o valor total pago pode superar significativamente o valor do veículo.

Quais cuidados devem ser tomados ao contratar o CDC?

Quem pretende recorrer ao CDC precisa saber que:

  • o bem financiado serve como garantia de empréstimo e pode ser tomado caso o contratante não arque com seus compromissos;
  • o financiamento prevê análise de crédito.

Consórcio

O consórcio é uma solução para quem deseja se ver livre de juros e taxas bancárias, sendo uma das opções de financiamento mais vantajosas no longo prazo. Entretanto é importante ficar atento às condições oferecidas por cada administradora.

Basicamente, um grupo de pessoas se compromete a contribuir mensalmente com um fundo comum do qual é retirado um valor determinado para um ou mais participantes sorteados todos os meses. Algumas administradoras também permitem que os consorciados realizem lances (adiantamento de parcelas) para retirar o crédito mais cedo.

Algumas empresas, porém, oferecem condições especiais. O Grupo AB, por exemplo, disponibiliza planos de consórcio de até 80 meses e o contratante tem a opção de pagar parcelas reduzidas até a sua contemplação.

Quais são as principais vantagens do consórcio?

Os benefícios mais discrepantes do consórcios são:

  • ausência de juros e taxas bancárias;
  • geralmente o valor total investido é significativamente inferior se comparado a outros tipos de financiamento.

Quais são as principais desvantagens do consórcio?

Quem opta pelo consórcio precisa saber que:

  • a aquisição do bem pode demorar vários anos, caso o consorciado não tenha dinheiro disponível para dar lances;
  • taxas administrativas são cobradas pelas empresas que disponibilizam e gerem o consórcio.

Quais cuidados devem ser tomados ao contratar um consórcio?

Antes de contratar um consórcio, o consumidor deve ficar atento a detalhes importantes, como:

  • a honestidade da administradora: a empresa precisa ser autorizada pelo Banco Central para realizar esse tipo de serviço;
  • possível desvantagem: em raros casos, o valor total cobrado em taxas administrativas pode equiparar ou ultrapassar o valor dos juros de um financiamento.

Esses são os principais tipos de financiamento de veículos da atualidade, mas lembre-se de que as condições podem variar muito mais do que a modalidade de pagamento. Sendo assim, compare diferentes propostas e não deixe de verificar a reputação da empresa ou instituição financeira que disponibiliza o serviço.

Nas concessionárias do Grupo AB você conta com diversas opções de veículos de várias categorias e marcas e ainda conta condições que só uma empresa com mais de 50 anos de história pode oferecer.

Entre em contato conosco e confira todas as vantagens de adquirir o seu próximo veículo em uma de nossas lojas!



Notícias recentes
Nissan March
Nissan March Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido