O que é sensor de fadiga e por que devo investir em um?


Diversos fatores comprometem a segurança no trânsito, como a falta de manutenção do veículo e a embriaguez, responsáveis por parte significativa dos acidentes. O sensor de fadiga busca eliminar um outro risco, muitas vezes subestimado: o cansaço do motorista, também responsável por colisões.


Não é raro ouvir relatos de pessoas que se acidentaram por terem cochilado ao volante. Além de colocarem a própria vida em risco, geram danos a pedestres, condutores e ocupantes de outros carros. Um cenário bastante indesejável, que agora conta com ferramentas tecnológicas para ser devidamente evitado.

Quer saber mais sobre o funcionamento do sensor de fadiga? Selecionamos as principais informações a respeito desse mecanismo e os motivos para você aderir a ele. Confira!

O que é o sensor de fadiga?

A detecção do cansaço não é tão fácil quanto a da embriaguez. Isso faz com que a fadiga represente um inimigo oculto do condutor: quando ela é de fato notada, pode ser tarde demais. Mas sempre existem sinais, e se eles não forem percebidos de maneira consciente pelo próprio condutor, o sensor faz a leitura.

Para isso são instaladas câmeras no interior do veículo, identificando os sintomas de cansaço emanados pelo condutor em sua postura e forma de dirigir. O objetivo é detectar indícios de sono e distração tempestivamente, para que o motorista tome medidas capazes de excluir o perigo causado pela própria fadiga.

Como funcionam os sensores de fadiga?

Quem gosta de visualizar a evolução da tecnologia certamente acompanha todos os anos os modelos disponíveis no mercado, pois as novidades logo embarcam aparecem. No caso do sensor de fadiga, trata-se de uma tecnologia que utiliza a Inteligência Artificial, uma das mais promissoras para o futuro próximo.

O recurso mapeia o comportamento do motorista por meio da criação de um padrão, e as oscilações acionam o alerta para o qual ele foi projetado. O sistema promove uma leitura completa das expressões faciais do condutor, além de monitorar a via em que ele trafega.

Dessa forma, bocejos, piscadas e movimentações indesejadas, como pegar o smartphone ou corrigir a direção bruscamente, sinalizam que algo não anda bem com o motorista, e o sistema emite um alerta. Esse sinal é sonoro e visual, orientando a realização de uma pausa para descanso.

Quais as vantagens do sensor de fadiga?

É o tipo de sistema que, quanto melhor funciona, menos parece necessário. Ele não serve apenas para reduzir a gravidade dos danos, e sim para evitar as colisões, reveladas de maneira latente pela forma de dirigir e pela condição do condutor na situação concreta.

A primeira vantagem, mais notável, é a proteção da integridade física e da vida do motorista, ocupantes e demais pessoas no trânsito. Isso faz com que o custo-benefício desse sistema se torne inestimável, protegendo bens inestimáveis sob o ponto de vista financeiro.

Também é um acréscimo de segurança ao patrimônio, pois ao impedir uma colisão não se gasta valores ligados ao conserto do próprio veículo e de terceiros, tampouco com tratamentos hospitalares.

O sensor de fadiga é uma tecnologia revolucionária, que já virou item de série em diversos veículos, a exemplo do Volkswagen Nivus, e também pode ser instalado em vários outros modelos. A instalação ocorre colocando o sistema no painel do carro, como espécie de guardião do estado do condutor.

Gostou de conhecer esse dispositivo? Então aproveite a visita ao blog para conferir quais são as seis principais tendências de tecnologia automotiva!



Notícias recentes
Nissan March
Nissan March Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido