7 passos necessários para fazer a transferência de veículo


Quando um motorista adquire um carro usado, é necessária atenção total a diversos aspectos para evitar problemas no futuro. Um deles diz respeito à transferência do veículo, processo que acontece no momento de efetuação da compra.


Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o processo costuma ser bastante simples. Se você ainda tem dúvidas quanto a ele, não precisa se preocupar. Continue a leitura, confira as 7 etapas do processo e saiba como fazer a transferência de veículo!

1. Conheça as regras do seu estado

O primeiro passo é conhecer as regras do seu estado para realizar a transferência. Afinal de contas, alguns procedimentos, além da documentação exigida, podem variar de um estado para outro. Por isso, fique por dentro das normas locais para fugir de surpresas negativas.

2. Verifique se há pendências

Outra etapa muito importante: a verificação de pendências em aberto no nome do veículo. Basta acessar o site do Departamento de Trânsito (Detran) de seu estado e informar a placa ou o Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) do carro.

3. Atente-se à parte burocrática

Existem diversos estágios burocráticos que devem ser cumpridos para a finalização do processo. A primeira delas consiste em comunicar ao Detran sobre a transferência do carro.

Também é necessário preencher o verso do Certificado de Registro de Veículo (CRV) sobre a transferência. Em seguida, o comprador e o vendedor reconhecem firma em cartório, antes da confecção de uma cópia autenticada do documento.

4. Pague a taxa de transferência

O valor da transferência varia de estado para estado e é pago a partir de uma guia gerada no site do Detran. Em São Paulo, por exemplo, o procedimento custa R$ 197,89 (caso o licenciamento do ano tenha sido realizado) ou R$ 285,27 (se ele não tiver sido feito).

5. Reúna os documentos necessários

O processo ainda requer a apresentação dos seguintes documentos junto ao Detran:

  • CNH ou RG;
  • CRV do antigo proprietário, preenchido em nome do comprador e com assinatura reconhecida;
  • formulário do Renavam preenchido;
  • comprovante de endereço;
  • registro de que o carro não tem débitos ou dívidas;
  • comprovante de pagamento da taxa de transferência e de emissão do novo CRV.

6. Leve o carro para a vistoria do Detran

Também é obrigatório levar o carro para a vistoria no Detran ou em uma oficina credenciada. Nesse momento se avalia diversos aspectos: preservação das características originais, presença dos itens obrigatórios, atualização dos documentos etc.

7. Faça a transferência do documento

Por fim, leve a documentação ao Detran e faça o pedido de transferência do veículo. Nessa etapa, você ainda deve solicitar a emissão do novo CRG e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

Se seguir todos os passos listados, você saberá como fazer a transferência de veículo sem problemas. Mas fique atento ao prazo: depois da assinatura do CRV, existe um prazo de 30 dias para completar o processo. Caso o período seja ultrapassado, há a cobrança de uma multa de R$ 195,23 e a marcação de cinco pontos na CNH.

Seus amigos também têm dúvidas sobre o assunto? Então compartilhe este post em suas redes sociais e ajude-os a entender todas as etapas do processo!



Notícias recentes
Nissan March
Nissan March Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido