Saiba o que é e para que serve uma pastilha de freio

No final do século XIX, ocorreu uma grande revolução nos automóveis. A criação do freio a disco gerou melhorias de confiabilidade e desempenho da frenagem dos veículos. Responsável pela sua segurança ao dirigir, a pastilha de freio é um dos componentes mais importantes do sistema.


Ao longo do texto, você vai entender o que é e qual a função desse componente, além de conhecer os principais sinais de desgaste e prazos de troca. Continue a leitura para conferir!

O que é e como funciona a pastilha de freio?

A pastilha de freio é um material abrasivo que integra o sistema de freio a disco automotivo. Sua função consiste em reduzir a velocidade do carro e pará-lo, a partir do uso do atrito criado quando ela recebe pressão contra um disco metálico ou de fibra de carbono, aplicado principalmente em carros esportivos.

Trabalhando em pares, as pastilhas ficam localizadas nas rodas dianteiras do automóvel e, dependendo do modelo, também nas traseiras. Elas são classificadas de acordo com o material de composição em:

  • orgânicas;
  • metálicas;
  • semimetálicas;
  • cerâmicas.

As diferenças entre os modelos residem no desempenho de frenagem, durabilidade e nível de ruído gerado. As mais caras e eficientes são as cerâmicas, enquanto as orgânicas custam menos e sofrem maior desgaste.

Quais são os principais sinais de desgaste?

A pastilha de freio é um componente que sofre bastante com o desgaste, sobretudo por causa do calor oriundo do atrito durante as frenagens. Alguns sinais indicam quando ela apresenta problemas, e portanto não devem ser ignorados.

Ruídos excessivos e espessura mínima

Segundo Alexandre Roman — engenheiro de projeto da Fras-le, fabricante de materiais de fricção —, ruídos metálicos podem indicar que as pastilhas não estão em boas condições. Mas fique atento: nem sempre isso representa desgaste.

Determinados modelos fazem barulhos após a instalação. Entretanto, após algum tempo, eles desaparecem. É necessário prestar muita atenção a outros sinais. Se a constância dos ruídos aumentar, a espessura mínima de trabalho das pastilhas pode ter sido atingida.

Vários fabricantes usam uma marcação para indicar esse desgaste. O menor valor permitido é de 2 mm e, abaixo disso, o sistema de freio perde desempenho. Carros de luxo e modelos mais completos mostram — por meio de uma luz no painel de instrumentos — quando o componente está gasto.

Perda de eficiência e desconforto no pedal

A perda de eficiência do freio é um indício de que algum componente do sistema está desgastado. Em diversos casos, trata-se da pastilha. Vazamento de fluido e desgaste no disco também causam esse tipo de contratempo, portanto não troque peças sem ter certeza.

O sintoma normalmente é acompanhado por um desconforto no pedal. Você vai perceber que ele ficará mais duro e seu percurso aumentará. Algumas vezes, podem ocorrer pequenas trepidações. Em veículos equipados com ABS, é comum que isso surja em frenagens bruscas. Em qualquer outro caso, indica problemas.

Luz das pastilhas de freio no painel

Para ajudá-lo a identificar a falha, alguns veículos possuem uma luz no painel ou no computador de bordo que se acende quando a pastilha está desgastada. Em alguns modelos, existe até mesmo um aviso sonoro que alerta o motorista a respeito do desgaste. Se isso ocorrer, é hora de substituir a pastilha de freio.

Excesso de pó na roda

Se você já notou um pó preto na roda, saiba que é totalmente normal. Ele geralmente é composto por ferro fundido e vem do disco de freio, contando com uma grande quantidade de carbono em sua composição.

No entanto, quando há um acúmulo em excesso do pó, sem mudança no trajeto do carro, é necessário verificar as pastilhas. Aí está um forte sinal de que as pastilhas de freio exigem troca, pois elas provavelmente chegaram ao limite.

Se a pastilha de freio for cerâmica, a atenção deve ser redobrada. Isso porque não costumam gerar pó, ou seja, se o sinal aparecer quer dizer que todo o material responsável por gerar o atrito já foi consumido. Assim, a troca precisa acontecer o quanto antes.

Fluido do freio vencido

Responsável por transmitir a pressão do pedal até as rodas, o fluido de freio é indispensável no processo de frenagem. Portanto, esteja ligado na validade do fluido, além de se atentar às instruções do fabricante para saber o momento ideal da troca.

Freio vibrando

Outro sinal de desgaste nas pastilhas: quando o freio muda de comportamento, começando a vibrar ou gerar um desconforto durante a pisada. Esta é uma situação clara de que há algo errado no freio, e a pastilha geralmente representa o motivo.

Como conservar a pastilha de freio?

Assim como qualquer peça e equipamento do veículo, a pastilha se desgasta com o tempo. No entanto, é possível agir de forma preventiva para aumentar a vida útil dela. Confira dicas a seguir.

Não force o freio nas ladeiras

Aqui está uma prática usada por alguns motoristas para economizar combustível em descidas, mas não caia nessa. Afinal de contas, vai forçar o sistema de frenagem e causar o superaquecimento das pastilhas.

Evite frear bruscamente

Uma frenagem agressiva pode ser inevitável em certos momentos, mas evite ao máximo. Caso contrário, o disco de freio corre o risco de empenar, o que aumenta o desgaste da pastilha.

Tenha cuidado com o sobrepeso

Além de aumentar o consumo de combustível, dirigir com muito peso no veículo também sobrecarrega as pastilhas de freio, pois elas vão exigir mais força para parar o automóvel.

Faça a revisão programada e a manutenção preventiva

Se você fizer a revisão do sistema de freio no tempo adequado, seguindo as recomendações dos fabricantes, as chances de que um problema aconteça caem bastante. A revisão ajuda a monitorar o sistema e assegura que está tudo em ordem.

Mantenha os ouvidos atentos

Lembra de quando falamos que ruídos excessivos são um dos sinais de desgaste da pastilha? Isso significa que você deve sempre ouvir o seu carro e procurar uma oficina caso perceba ruídos estranhos ao frear.

Quando trocar as pastilhas de freio?

A troca das pastilhas de freio depende de inúmeros fatores, como o local por onde você trafega com o veículo, o material de fabricação da peça e a forma de direção. Segundo Rubens Venosa — engenheiro, proprietário de oficina mecânica e consultor da Revista Auto Esporte —, a substituição é mais frequente em veículos automáticos, pois o desgaste sobe.

Portanto, a dica consiste em fazer revisões e manutenções preventivas a cada 10 mil quilômetros rodados e verificar, com regularidade, a espessura do material abrasivo. A troca acontece, em média, a cada 20 mil quilômetros. Observe os sinais de desgaste e, ao detectá-los, procure por um especialista.

Andar com a pastilha de freio em más condições, além de perigoso, é muito prejudicial a outros componentes do sistema — como o disco. Mantenha o seu carro sempre em ordem e não ponha a sua segurança em risco.

Gostou das informações que apresentamos no artigo? Então aproveite para assinar a nossa newsletter e receber outras dicas e orientações importantes diretamente em sua caixa de e-mails!



Notícias recentes
Nissan March
Nissan March Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido