Nivus versus T-Cross: qual deles vence essa batalha? Veja, agora!


Embora tenha estreado de forma tardia e um tanto tímida no concorrido mercado brasileiro de SUVs, em 2020 a Volkswagen compensou o atraso com dois competidores de peso. Nivus e T-Cross são os atuais representantes da marca alemã no segmento, e o sucesso de ambos é indiscutível.


Lançado no Brasil em 2019, o T-Cross fechou o ano entre os dez SUVs mais vendidos do país, segundo dados da Fenabrave. Já neste ano, os holofotes apontaram para o Nivus, principal estreia da montadora no período e que, em apenas três meses, firmou lugar entre os veículos mais emplacados da categoria.

Essa dobradinha da VW têm intrigado o público, que não resiste em comparar os dois modelos na tentativa de definir a melhor compra. Ao analisar os carros por todos os ângulos, porém, fica claro que não existe uma “batalha”, embora algumas versões tornem a escolha difícil. Confira nosso comparativo a seguir e tire as próprias conclusões!

Design: esportividade vs requinte

Ainda que os dois carros compartilhem a mesma categoria, logo de cara percebemos que as propostas são muito diferentes. O Nivus aposta em um design mais esportivo, com destaque para o caimento traseiro inspirado em modelos europeus, agradando consumidores que não simpatizam com as tradicionais linhas conservadoras da VW.

O T-Cross, por outro lado, preza pela elegância. Seu desenho é condizente com outros modelos da marca e o visual, em geral, apresenta maior sobriedade. Lado a lado, o utilitário cumpre o papel de “irmão mais velho” da dupla, e a grande atenção aos detalhes, como o acabamento cromado e a grade com efeito tridimensional, o aproxima dos SUVs mais luxuosos do mercado.

Espaço interno: um “Polo” vs um “Virtus”

A experiência dentro dos SUVs equivale à dos modelos com os quais compartilham sua plataforma. Enquanto o Nivus é construído sobre a mesma base do Polo, o T-Cross aproveita características do Virtus, o que lhe garante 10 cm a mais de entre-eixos (2,65 m).

O espaço interno dos dois veículos não deixa a desejar. Todos os ocupantes, da frente e de trás, viajam confortavelmente. Entretanto, se o T-Cross oferece um pouco mais de espaço para as pernas, o Nivus compensa no porta-malas de 415 litros. O volume de 373 litros do T-Cross, porém, pode chegar a 420 por meio dos ajustes de inclinação dos bancos traseiros.

Dimensões: “irmão maior” vs “irmão mais velho”

À primeira vista, os dois modelos parecem ter praticamente o mesmo tamanho, mas se pedissem para arriscar, você com certeza diria que o T-Cross é maior — e erraria! Embora o SUV veterano seja construído baseado no Virtus, seu comprimento é menor: 4,16 m contra 4,26 do “irmão maior”, cujo design estilo cupê disfarça as medidas

No entanto, em outros ângulos o T-Cross sai na frente. Além da maior distância entre eixos, o utilitário também é mais alto (1,57 m x 1,49 m) e um pouco mais largo (1,76 m x 1,75 m).

Desempenho: 1.0 turbo vs 1.4 turbo

Esse é um dos aspectos que mais diferencia os dois SUVs, embora sua relevância varie bastante entre o público. O Nivus surgiu com um apelo maior à tecnologia e não dá opções de motorização ao cliente. Todas as versões são equipadas carregam o motor turbo 1.0 da marca, que registra 128 cv de potência e 20,4 kgfm de torque com etanol.

Já o T-Cross é vendido em versões com motor turbo 1.0 e turbo 1.4. Trata-se, provavelmente, do principal fator responsável por colocar o SUV à frente do Nivus na hierarquia de veículos comercializados pela VW. O consumidor que opta pelo motor maior desfruta de 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque.

Dirigibilidade: um pouco mais de esportividade vs um pouco mais de potência

Em relação à experiência ao dirigir, a Volkswagen evidencia que sabe muito bem o que faz e não deixa nada a desejar nos seus utilitários brasileiros. Seja por trás do volante do Nivus ou conduzindo o T-Cross, o motorista aproveita uma direção precisa, ágil e sobretudo confortável, características apreciadas pelo público da categoria.

A suspensão de ambos os veículos é bem ajustada, permitindo a passagem por lombadas e valetas com tranquilidade. O Nivus tem altura inferior, o que favorece sutilmente a esportividade, enquanto o T-Cross, quando equipado com motor 1.4, pode entregar uma experiência um pouco mais divertida ao condutor.

Tecnologia: a inovação vs o essencial

Por ser um lançamento recente, o Nivus vem mais equipado. Sua versão topo de linha acompanha alerta de colisão, frenagem autônoma de emergência, piloto automático adaptativo — item que só ele tem entre todos os SUVs compactos comercializados no Brasil — e a nova central multimídia da montadora, a VW Play.

O T-Cross traz itens já consolidados no segmento, como ar-condicionado digital com saídas para o banco de trás, controles de estabilidade e tração e central multimídia com suporte a Android Auto e Apple CarPlay — todos esses atrativos também disponíveis no Nivus. Espera-se, porém, que as próximas versões do SUV cheguem com novas tecnologias.

Versões: Nivus vs T-Cross

O Nivus pode ser adquirido em duas versões:

  • Nivus Confortiline equipada com motor 1.0 turbo, seis airbags, assistente de partida em rampa, luz de condução diurna em LED, Isofix, sistema start&stop, volante funcional com paddle shifts, entre outros itens;
  • Nivus Highline itens da versão anterior acrescidos de alerta de frenagem de emergência, piloto automático adaptativo, faróis de neblina em LED, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, chave presencial, bancos revestidos em couro etc.

O T-Cross, por sua vez, é vendido nas versões:

  • T-Cross 200 TSI manual motor turbo 1.0, câmbio manual de seis marchas, seis airbags, controle de estabilidade, Isofix, sensores de estacionamento traseiros e outros;
  • T-Cross 200 TSI automático motor turbo 1.0, câmbio automático de seis marchas, controle multifuncional com paddles shifts, saídas de ar-condicionado para banco traseiro e outros;
  • T-Cross 200 TSI Confortline itens da versão anterior mais ar-condicionado digital, câmera de ré, porta-luvas refrigerado, rodas de liga leve de 17’, detalhes cromados, sistema de frenagem de emergência e outros;
  • T-Cross 250 TSI Highline itens anteriores acrescidos de bancos revestidos em couro, detector de fadiga, sistema start&stop, rack de teto e opcionais, como o sistema de som “Discover Media”, comando por voz, teto solar panorâmico e outros equipamentos.

Considerando todas as versões disponíveis, pode-se dizer que há um certo “canibalismo” da Volkswagen entre as versões Highline do Nivus e Confortline do T-Cross. Entretanto, a cada fator analisado, fica cada vez mais claro que os dois veículos têm propostas diferentes e atendem públicos distintos.

O Nivus tem um apelo mais “jovem” e atrai o consumidor que gosta de chamar a atenção e dá prioridade a tecnologia. Já o T-Cross é mais indicado para quem precisa de um veículo mais espaçoso ou potente e prefere um visual de maior sobriedade. A decisão final é toda sua!

Que tal conhecer o Nivus e o T-Cross de perto? Entre em contato conosco e marque uma visita na concessionária mais próxima!



Notícias recentes
Nissan March
Nissan March Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido