Barulhos no carro: o que podem ser e como solucioná-los


Geralmente, as dores indicam que há algo errado com o nosso corpo, certo? Um veículo quando está com problema, reage mais ou menos da mesma forma. A diferença está no modo como ele faz o anúncio, que pode se dar com barulhos. No entanto, nem sempre é fácil identificar o que está ocorrendo.

Pensando nisso, a seguir, vamos apresentar os tipos de barulhos no carro mais comuns, quais são as suas causas e como solucioná-los. Continue a leitura para conferir!


Pastilhas de freio desgastadas

Você tem escutado um barulho agudo quando gira o volante, como se algo estivesse raspando na roda? Pode ser que as pastilhas de freio do seu veículo estejam desgastadas. Aliás, muitos veículos são projetados para dar esses avisos sonoros quando a peça está no seu limite de uso.

Normalmente, os ruídos começam a aparecer quando se pisa no freio e, depois, se espalham por outros movimentos simples. No geral, a troca periódica das pastilhas é a cada 30 mil quilômetros rodados, mas é importante confirmar essa informação no manual do proprietário.

Se você fez a troca há pouco tempo, e mesmo assim está apresentando algum tipo de barulho, pode ser que a peça seja de má qualidade ou muito dura, podendo até diminuir a vida útil do veículo. Portanto, é bom ficar atento na hora da substituição, pois o barato pode sair caro.

Fluido do sistema de direção abaixo do nível

Se, ao fazer manobras com o veículo, você estiver escutando um ruído agudo, pode ser que o fluido de direção hidráulica esteja abaixo do nível recomendado, ou mesmo faltando lubrificação nas articulações do veículo. Desse modo, o volante fica mais duro, tornando as manobras muito mais difíceis.

A boa notícia é que o óleo de direção hidráulica não precisa ser substituído frequentemente. A troca recomendada é por volta dos 50 mil quilômetros rodados, mas é bom dar aquela verificada no manual para ter certeza, certo?

Tensão da correia dentada

Barulhos que parecem vir da frente do carro, com ruídos como "nheco nheco", podem indicar problemas na correia dentada, que podem ter sido causados, prioritariamente, por desgaste do veículo, quando a quilometragem está alta. A única forma de resolver é levando o veículo a uma oficina para substituir a peça ou tensioná-la corretamente.

A peça deve ser checada quando completar 40 mil quilômetros e, dependendo de sua condição, o seu uso pode ser prolongado para até 50 mil quilômetros.

Rangidos nos bancos

Sabe aquele barulho chato que parece vir dos bancos da frente? Pode ser que esteja vindo dos trilhos ou suporte do banco. Isso porque são peças feitas com materiais metálicos e, com o atrito, pode gerar ruídos. Para resolver o problema, às vezes só é preciso reapertá-las, mas, em alguns casos, é necessária a troca de apoios e buchas de borrachas ou lubrificar os componentes onde há movimentos.

Por fim, vale destacar que, se os barulhos no carro e, consequentemente, os problemas, forem frequentes, o ideal é analisar a
possibilidade de trocar de veículo e, assim, ter menos gastos com a manutenção!

Gostou do nosso artigo? Que tal conferir quais são os principais vazamentos e como identificá-los? Esse problema não tem nenhum barulho específico, mas pode também ocorrer com o seu carro!




Notícias recentes
Confira 4 vantagens de ter um carro com teto solar
Confira 4 vantagens de ter um carro com teto solar Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome e Sobrenome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido