Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!


A correia dentada de um automóvel é o componente mais relevante presente no motor. Isso porque ela é a peça central para todo o seu funcionamento — ligando o comando de válvulas ao virabrequim, permite que as explosões de queima de combustível movimentem o veículo.


Por ser tão essencial, ela requer cuidados especiais. Dirigir em alta velocidade usando uma correia desgastada pode gerar grandes prejuízos como o empenamento de peças e a necessidade de consertar todo o interior do motor.

Veja abaixo tudo o que você precisa saber sobre a correia dentada. Boa leitura!

O que é correia dentada e como ela funciona?

É uma peça feita, geralmente, de um compensado de lonas não inflamáveis. Por ser um item extremamente importante, ela precisa de revisões periódicas.

A correia dentada coordena a movimentação das válvulas e pistões para que eles trabalhem em sincronia. O movimento uniforme contribui para repassar a força a fim de movimentar as rodas do veículo. Além disso, seu funcionamento permite que as válvulas de escapamento e admissão se fechem na hora certa, fazendo com que o carro consiga se locomover com segurança.

Segundo Diogo Afonso da Silva Rocha, especialista em correias automotivas, caso a correia venha a se romper, os pistões e as válvulas baterão entre si causando o empenamento desses componentes, tornando necessária a retífica. Esse tipo de acidente pode causar prejuízos de mais de 4 mil reais ao proprietário do carro, exemplificando aqui um motor 1.0.

Como evitar problemas?

O ideal é sempre trocar a correia respeitando as recomendações do manual de cada veículo. Essa substituição normalmente é necessária a cada 50 mil quilômetros rodados ou a cada três anos.

Algumas práticas podem ser evitadas para prolongar sua durabilidade, como


Importante! Caso você adquira um automóvel que já tenha mais de 50 mil quilômetros rodados, faça a troca da correia imediatamente.

Quais são os sinais de desgaste?

Segundo Diogo, o maior problema envolvendo desgaste ou danos na correia dentada é que ela não emite sinais tão perceptíveis, como odores ou barulhos estranhos.

Normalmente, esse componente é envolto em um plástico. Para ver se existe alguma anomalia — como lona desfiada ou borracha trincada —, é preciso remover a capa protetora e checá-lo com o automóvel desligado.

Caso seja notada alguma irregularidade, faça a troca assim que possível. Verifique também se o esticador da correia está operando perfeitamente para garantir que a correia não escape das polias e cause estragos no motor.

Como fazer a troca da correia dentada?

De acordo com Diogo, o ideal é procurar um estabelecimento especializado confiável para comprar e trocar a correia visto que uma peça de má qualidade tem vida útil bem curta e alguns tipos podem não suportar o calor do motor.

Existem também veículos que possuem corrente dentada em vez de correia. Ela é mais cara e é feita a base de metal, o que impede o seu rompimento. Infelizmente, ainda não é possível fazer a mudança de um sistema de correia por um que utilize corrente.

Como você pode ver, a correia dentada é uma peça que demanda muita atenção dos motoristas. O segredo é sempre cuidar das peças e componentes do veículo para mantê-lo em bom funcionamento e evitar prejuízos.

Gostou deste artigo? Que tal aprender também como reduzir os gastos com o seu automóvel?




Notícias recentes
Confira 4 vantagens de ter um carro com teto solar
Confira 4 vantagens de ter um carro com teto solar Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro!
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório Digite seu Nome e Sobrenome
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido