Mercedes-AMG C 63 S Coupé: a grande beleza

Seguindo a fórmula do bem-sucedido S 63 AMG, o Classe C ganha sua versão Coupé com duas portas a menos e um desenho próprio que é lindo de morrer.

Quando desenvolveu a versão Coupé do S 63 AMG, a Mercedes- Benz fez muito mais do que só retirar duas portas do enorme sedã. Ela criou um design próprio, tão envolvente e arrebatador, que foi um sucesso imediato. Portanto, nada mais lógico do que replicar a estratégia no irmão menor, o C 63 AMG.

Conservando só os para-lamas dianteiros e o capô do sedã, o C Coupé tem na traseira as maiores alterações, que só reforçam o parentesco com o S Coupé. Há a coluna traseira bem larga, os quatro escapes chamativos, o discreto aerofólio, o difusor de ar nervoso e, principalmente, as lindas lanternas horizontais, um conjunto que transborda beleza e harmonia.

O mesmo toque de requinte e esportividade da carroceria domina o interior, repleto de couro ou Alcantara e de revestimentos cromados, com um pouco de fibra de carbono no console central. Os bancos integrais de série oferecem ótimo apoio lateral e permitem que motorista e passageiro viajem bem fixos, mas sem se sentir desconfortáveis.

Através do volante exclusivo (três raios, com a parte inferior achatada) podemos ver os mostradores da AMG com acabamento imitando carbono numa instrumentação digital que emula conta-giros e velocímetro com ponteiros.

Apesar de ele ser um Classe C na essência, o espaço traseiro é menor que no sedã. É verdade que o entre-eixos é o mesmo, mas no Coupé só há dois bancos individuais e sua linha de teto inclinada no final faz com que os passageiros atrás não possam ter mais de 1,70 metro de altura sob pena de estragar o penteado.

Além do design interno e externo, outra estrela é o motor, um V8 biturbo de 470 ou 510 cv (versão S). No nosso test-drive na Espanha, o C 63 AMG S mostrou que pode ser quase tão dócil e macio quanto um Classe C comum, desde que o modo de pilotagem esteja no Comfort e os amortecedores a ar (opcionais) na posição mais macia.

Assim, nem parece uma fera com rodas aro 19 e pneus de perfil baixíssimo (285/30 atrás). Mas é só passar para o modo Sport+ que ele descarrega no asfalto um desempenho agressivo, de arrancadas brutais, capaz de ir de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos.


Veredicto

A identidade própria funcionou muito bem no Classe S Coupé. No Classe C, não foi diferente.

Ficha Técnica – Mercedes-AMG C 63 S Coupé

  • Motor: diant., longit., V8 biturbo, 3.982 cm3, 32V, 510 cv a 5.500-6.250 rpm, 71,4 mkgf a 1.750-4.500 rpm

  • Câmbio: automatizado de dupla embreagem, sete marchas, tração traseira

  • Suspensão: quatro braços sobrepostos (diant.), multilink (tras.), com amortecedores reguláveis

  • Freios: discos ventilados e perfurados

  • Pneus: 255/35 R19 (diant.) 285/30 R19 (tras.)

  • Dimensões: comprimento, 475 cm; altura, 140,2 cm; largura, 187,7 cm; entre-eixos, 284 cm; peso, 1.725 kg; porta-malas, 355 l

  • Desempenho: 0 a 100 km/h em 3,9 s; vel. máx. 250 km/h (lim. eletron.)

Você não precisa esperar muito para poder conhecer seu novo Mercedes-Benz. Visite uma das nossas lojas AB Intercar.

Saiba Mais sobre o mundo do automóvel:

http://www.grupoab.com.br/blog/

Conheça Grupo AB:

http://www.grupoab.com.br/

Fonte: Quatro Rodas

Notícias recentes
Para que serve o óleo da direção hidráulica e quando trocá-lo? Para que serve o óleo da direção hidráulica e quando trocá-lo? Saiba mais...
Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba o que é e para que serve a correia dentada do carro! Saiba mais...
Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba quais foram eleitos os melhores carros do ano de 2018 Saiba mais...
Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba como evitar o desgaste prematuro dos pneus do carro Saiba mais...
Busca


Receba novidades por e-mail
Campo obrigatório
Campo obrigatório Informe um e-mail válido Informe um e-mail válido